Quem diria que o panetone foi criado a partir do erro de um assistente de padeiro!

Assim como a maioria dos pratos mais aclamados atualmente, a receita de panetone surgiu graças a um erro do padeiro. Ou melhor, assistente de padeiro. E que erro! Graças a ele, um pão doce macio, saboroso e perfumado nasceu, assim como uma tradição indispensável e perpétua nos Natais das famílias brasileiras. Apesar de todo o amor do Brasil pelo saboroso panetone, o assistente de padeiro não era brasileiro. O “pequeno” engano aconteceu em Milão, na Itália, e reza a lenda que, na véspera de Natal do ano 900, um assistente de padeiro chamado Toni, exausto, se confundiu e colocou por engano as uvas-passas destinadas a uma torta em uma massa de pães que acabara de fazer. Desesperado, o jovem tentou minimizar o erro acrescentando frutas cristalizadas, ovos, manteiga e os demais ingredientes destinados à torta na massa, assou e entregou ao seu patrão. Com toda a confusão do engano, Toni não esperava pelo enorme sucesso que a receita fez na ceia de Natal de seu patrão, que apelidou a nova invenção de “pane di Toni” (ou pão de Toni, em italiano) e passou a vendê-la em sua padaria na época de Natal. Com o tempo, a receita começou a ser chamada de panetone e se transformou no bolo natalino mais famoso do mundo. Apesar de ser só uma das inúmeras lendas por trás da origem do panetone, sabe-se que, realmente, a receita foi criada a partir de um erro de um rapaz chamado Toni, e só isso já é suficiente para agradecê-lo por esse pequeno descuido, que resultou em um bolo saboroso, aromático e, acima de tudo, imbatível. Após a II Guerra Mundial, os italianos chegaram ao Brasil e trouxeram na mala a receita de Toni, passada de geração para geração durante os muitos anos que correram desde a milagrosa véspera de Natal em que nasceu. Aqui, ele passou a ser vendido nas ruas, criando assim uma repentina história de amor entre os brasileiros e o panetone que evoluiu rápido, chegando até as grandes confeitarias, padarias e indústrias. O sucesso da receita é tão grande que ela continua a ganhar versões saborosas e até inusitadas ao longo dos anos, como o panetone de chocolate (conhecido como chocotone), o de doce de leite, o de goiabada, o produzido apenas com uvas-passas e até mesmo um de massa pura, sem qualquer recheio.

receita-de-panetone-caseiro-810x456

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s